quinta-feira, junho 09, 2011

MACONHA EMBURRECE



Ai, que tédio!...

Em um post anterior, escrevi que tenho mais o que fazer do que ensinar o bê-a-bá a maconhistas. Apesar disso, vou voltar ao assunto, mais uma vez (espero – mesmo - que seja a última).

Um anônimo candidato ao Nobel encasquetou que achou a solução ideal para o problema das drogas: basta liberar, e pronto. Respondi, com fatos e argumentos – citando inclusive o caso da Lei Seca nos EUA, oportunisticamente usado pelos pró-maconhistas -, que essa idéia, a descriminalização, é uma idiotice. O tal leitor (!) porém, não se convenceu, e, em vez disso, resolveu dar mais uma prova de que as drogas fazem mesmo mal ao cérebro.

Vejam o que ele (que ainda por cima me chama de “senhor”, ai jesus...) cometeu, digo escreveu:

O senhor pelo visto não presta a atenção no que eu escrevo. Nos dois comentários que escrevi fui bem claro quando disse:

QUE NÃO SERIA PERMITIDA A COMPRA DE DROGAS DO NARCOTRÁFICO, ISSO INCLUI AS FARC.

Portanto, a legalização exige produção e supervisão interna (dentro do país) dessa "nova indústria" pelo governo.

PS: Só para garantir, pois você pode não ter lido antes:

COM A LEGALIZAÇÃO E A REGULAMENTAÇÃO, NÃO SERÁ PERMITIDA A COMPRA DE DROGAS DO NARCOTRÁFICO, ISSO INCLUI AS FARC E QUALQUER REDE LIGADA AO TRÁFICO DE DROGAS.

Entendeu ou quer que eu desenhe?


Não, meu amigo maconhista, eu li sim o que você escreveu. Acho que você é que não estava no seu estágio mental normal e não prestou atenção ao que escreveu. Primeiro, porque a compra de drogas no narcotráfico já é proibida. Além do mais, você deixou claro que não leu – ou se leu, não entendeu, porque deveria estar meio enevoado para entender qualquer coisa – nadinha que eu escrevi. Por isso vou repetir, embora deteste fazê-lo, só para garantir. Vamos lá, preste atenção:

Meu amigo, sabe quem mais sairia lucrando com a “legalização regulamentada” das drogas? Já disse no outro post, mas parece que ele não entendeu: as FARC. Quer saber por quê? Porque a legalização significaria tão-somente dar mais poder a quem controla a produção, refino, comercialização e distribuição das drogas. E quem controla a produção, refino, comercialização e distribuição de drogas como a cocaína? Resposta: as FARC. Ficou entendido?

Vamos ver se dessa vez o cara entende. Posso até desenhar, mas, por favor, não me peça pra pegar na mão, OK?

Aí está mais um motivo para ser contra a legalização da maconha: fumar erva causa perda de neurônios e dislexia. Aí está o comentário acima para provar.

7 comentários:

Anônimo disse...

Caro, você me ofende desta maneira. Chamar-me de maconheiro só porque tento encontra uma solução dentro da lei para as drogas é um completo absurdo. Acredite você ou não (pois isso não me interessa) não fumo ou uso qualquer tipo de drogas por princípio (isso inclui bebida e cigarro normal). No entanto, o fato de não usar drogas não me fez um preconceituoso contra quem escolheu usá-las. Por isso, procuro uma maneira de torná-las legais e acabar com o problema do tráfico.

Se eu disse:

COM A LEGALIZAÇÃO E A REGULAMENTAÇÃO, NÃO SERÁ PERMITIDA A COMPRA DE DROGAS DO NARCOTRÁFICO, ISSO INCLUI AS FARC E QUALQUER REDE LIGADA AO TRÁFICO DE DROGAS.

Como as FARC sairiam lucrando se, pela minha premissa, não se poderia comprar de nenhuma rede ligada ao tráfico? Se a produção seria interna (interna significa dentro do Brasil, pois acho que isso não ficou claro para o senhor) como traficantes de fora do país continuariam a controlar a produção, refino, comercialização e distribuição de drogas como a cocaína? Não tem o menor sentido teu argumento.

Se eu digo que somente X (industria brasileira regulamentada pelo Estado) seria legalizado para produzir, refinar, comercializar e distribuir, como Y (FARC e demais narcotraficantes) poderiam fazer estas operações? Falta lógica e coerência na tua resposta com o que foi dito na minha premissa.

Espero que tenha maior decência para dialogar ao invés de ficar xingando seu interlocutor!

Anônimo disse...

Minha contribuição para o seu blog


Não existe nenhum argumento a favor da legalização da maconha ( NO BRASIL)
.1 – Quem mais consome drogas são pessoas com baixa escolaridade , negros e pobres . ( A policia só vai esperar eles cometerem um vacilo quando estiverem drogados para espancar eles e coloca-los na cadeia , então descriminalizar é uma ideia tola que só favorece quem é rico . O cara não vai preso se fumar em bares legalizados , mas vai mofar na cadeia ( com advogados do estado ) se para suprir o vício ele precisar roubar .

2 – A maconha pode ser misturada com crak , oxy e cocaína . Muitas pessoas podem ser viciadas em drogas mais pesadas .

3 – A maconha causa euforia e prazer , e cada pessoa reage de um jeito a droga , alguns são mais propensos ao vício ( e quando a maconha não fizer o mesmo efeito que antes vão procurar drogas mais pesadas )

4 – Legalizar é incentivar . Principalmente para adolescentes que são compulsivos , querem auto-afirmação e até por curiosidade . Fora isso , se virar costume . Existe inconsciente coletivo , neurônios espelhos , psique das massas e por que vc acha que pessoas fumam cigarro ? Por influência. Então é um argumento muito ignorante dizer que legalizar não é incentivar .

5 – Com legalização o número de usuários aumenta e não cai como já disseram ( pelo menos no Brasil ) o número de usuários vai aumentar e até agora todos os pró-maconha falam que vai cair mas não disseram como o números de usuários vai cair ( No Brasil )

6 – Com a regulamentação da maconha o número de usuários aumenta e o narcotráfico vai continuar existindo ( principalmente por que eles vão oferecer a droga mais barata para os usuários mais pobres e a droga pode ser misturada com drogas mais pesadas . Lá no México o narcotráfico tomou conta de tudo , e não caiu o número de usuários por causa da regulamentação da maconha , ao contrário só aumentou e maconha regulamentada e a precária politica social só aumentou a desordem naquele pais .Então regulamentar não adianta se o governo for ruim como o do Brasil) . Como o número de usuários vai cair no Brasil ? .

7 – O governo está diminuindo o tabagismo com medidas de prevenção . E legalizar a maconha hoje , para fazer medidas de prevenção amanhã é algo idiota.

8 – O governo já investe e gasta milhões de reais em saúde pública por causa de drogas como álcool e cigarro legalizar mais uma é pensamento muito tolo .

9 – A pessoa que estiver sob efeito de maconha (e também de álcool ) atrapalha as liberdades , pois não tem auto-controle no momento de alucinação ( as liberdades alheias são comprometidas , a liberdade do usuário é maior do que a do cidadão comum) . Se já tem o álcool que causa transtornos a sociedade , legalizar outra droga que causa alucinações é algo imbecil .

10 – Países que investem em mais educação e qualidade de vida continuam tendo usuários de drogas mas são insignificantes os prejuízos com os usuários e suas delinquências pois exite prevenção , educação e boa qualidade de vida ( Noruega , japão por exemplo . ) E só para a informação , muitos que traficam nesses países são brasileiros . Sujam mais ainda a imagem do nosso pais .

11 – Com maconha regulamentada o governo gastaria em dobro * gastaria com fiscalização nos lugares onde se pode consumir a droga * gastaria contra o tráfico , pois continuariam existindo outras drogas ( a não ser que tenham a brilhante ideia de legalizar o restante das drogas , crak , oxy , cocaína . eita aí a festa tá feita hein , acabou a civilização no Brasil)

12 – A precária educação no Brasil leva a parte mais pobre a sociedade a consumir drogas . Fato . ” População mais pobre compromete 33,4% do orçamento com bebidas alcoólicas ” Se já tem outras drogas como o álcool que viciam muitos pobres ( o álcool é alucinogeno), é muito imbecil legalizar mais uma . Tem que educar e prevenir e não incentivar e legalizar outra ( ideia de gerico )

Anônimo disse...

2 parte

13 – Quais os benefícios da legalização da maconha no Brasil?

14 – Por que a maconha deveria ser legalizada ou regulamenta ? ( NO BRASIL )

15 - Os pró-maconha dizem que é uma questão de liberdade . Exatamente é uma questão de liberdade , mas não dos drogados que causam incomodo a sociedade , é questão de liberdade para a sociedade e não para os nóias .

16 - Por que existem leis ? John Locke responde .
” O fim de uma lei não é absolutamente abolir ou diminuir a liberdade, mas conservá-la e aumentá-la. Com efeito, em todos os Estados cujos membros são criaturas capazes de terem leis, onde não houver lei alguma não haverá tampouco liberdade alguma. Pois a liberdade consiste em estar-se isento de constrangimento e de violência da parte de outrem: o que não se poderia encontrar onde não houvesse nenhuma lei, e onde não há, conforme dissemos acima, uma liberdade graças à qual cada um pode fazer o que lhe agrada. Pois, quem pode ser livre quando o humor ressentido de outro homem qualquer puder impor-se sobre ele e dominá-lo? Mas o homem goza de verdadeira liberdade quando pode dispor livremente e como quiser de sua pessoa, suas ações, suas propriedades, de todo o seu Bem próprio, segundo as leis sob as quais viva, e que fazem com que não esteja sujeito à vontade arbitrária dos outros, e sim que possa seguir livremente a sua própria vontade.
Do que concluímos que, para julgar se uma lei é boa ou má, basta verificar em que grau ela protege ou restringe as liberdades individuais e coletivas.”
OBS : Claro desde que sua vontades não atrapalhem as liberdades alheias .
17 - Nós podemos assimilar a lei da maconha regulamentada com a lei seca ,basta ter bom senso para perceber
LEI – A lei considera crime conduzir veículos com praticamente qualquer teor alcoólico no organismo. A lei prevê também a proibição da venda de bebidas alcoólicas nas das rodovias federais em zonas rurais.
FATO – Isso não acontece , motoristas bebados que atropelam e matam alguém dificilmente são enquadrados no homicidio doloso . E comercialização de bebidas em estradas continuam acontecendo . Com a regulamentação da maconha seria diferente ?
Mesmo sendo bem claro que a diferenças entre as pessoas são bem grandes , ( isso inclui formação escolar e genética e óbviamente ) . Motoristas transgridem a lei.Com maconha regulamentada , os usuários também não se importariam com a lei .
LEI – Cinco nações têm o mesmo nível de rigor do Brasil: Estônia, Polônia, Noruega, Mongólia e Suécia. Na América do Sul, o Brasil ficou em segundo lugar, atrás apenas da Colômbia, onde o limite é zero. Vizinhos como Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Venezuela estipulam limites
FATO – A lei só funciona em peíses de primeiro mundo . Aqui não funciona . Já que não funciona o argumento dos pró-maconha é válido ? ( ” se a lei seca não funciona e é uma política burra , vamos acabar com a lei seca ? )

Anônimo disse...

3 parte


LEI – Quem for flagrado com uma dosagem superior a 0,2 gramas de álcool por litro de sangue (equivalente à ingestão de uma lata de cerveja ou um cálice de vinho) pagará multa de 957 reais, receberá sete pontos na carteira de motorista e terá suspenso o direito de dirigir por um ano.
FATO – Tirando as multas ( que nem sempre se aplicam , por exemplo se a pessoa estiver desempregada e não tiver recursos ela pode pedir a exclusão da multa e pagar com serviços sociais ) . O restante é só lei mesmo , ninguém fica preso de seis meses a um ano ( no máximo umas duas horas ( ironico ) , quando a carteira de motorista é suspensa , o individuo dirige sem carteira mesmo . Faltam bafometros e a fiscalização é precária ( fora os feriados ) .Quem garante que lugares onde a maconha pode ser livremente consumida a fiscalização será boa ? Difícil acreditar nisso hein !!!
LEI – O tempo de permanência do álcool no organismo varia de uma pessoa para outra. Fatores como estar com o estômago vazio ou cheio, ser homem ou mulher, branco ou negro e até estar mais ou menos acostumado à bebida influenciam. “Para uma pessoa, por exemplo, que passou a noite em claro, o efeito de uma lata de cerveja é triplicado”, explica o médico Alberto Sabbag, diretor da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet). De maneira geral, um copo de cerveja ou um cálice de vinho demora cerca de seis horas para ser eliminado pelo organismo A alternativa é tomar um táxi, transporte coletivo ou então entregar a direção a quem não bebeu.
FATO – Isso não acontece , motoristas não esperam o efeito do álcool passar para dirigir . E a maconha que o efeito dura até 5 horas .Será que o usuário vai esperar tanto tempo para sair do local onde é legalizado ele fumar ?
LEI – O motorista pode se recusar a fazer qualquer teste, já que, no Brasil, ninguém é obrigado a produzir uma prova contra si.
FATO – O mesmo com acontecerá com o maconheiro que sair na rua alucinado , se for rico , de família respeitada , tiver dinheiro e ótimos advogados . Ele não será obrigado a fazer nenhum teste que comprovaria que ele está sob efeito da droga , andando em vis públicas .
Vale lembrar que nós já sabemos que pessoas alcoolizadas podem arranjar brigas nas ruas . Como eu já vi na tv , podem por suas partes intimas a mostra de mulheres e crianças . E a lei funciona ? Porque com a maconha seria diferente ? Porque ? Porque legalizar algo que vai ajudar a infringir as liberdades coletivas ? Já não basta o álcool ?
Então realmente é uma questão de liberdade , não de poucos que fumam maconha , mas de toda a sociedade . Por que a partir do momento em que o usuário ( tanto de cigarro ( como a lei anti-fumo) de álcool ou de maconha ) se sobrepor sobre a liberdade de outras pessoas , eu serei contra . É para isso que serve a lei . Para manter uma forma igual de liberdade . Uma criança não pode andar na rua e ficar inalando fumaça de maconha porque o individuo cheio de liberdade não se importa com as liberdades alheias . ( E nem adianta dizerem que existiram lugares próprios , se for olhar a lei seca , é proibido vender bebidas alcoólicas em estradas , é proibido dirigir embriagado e todos nós sabemos que isso não acontece , regulamentação da maconha vai ser igual a lei seca , só vai existir no papel , na prática nada . )
Por isso mais uma vez não é algo que afeta somente o individuo que consome a droga .


17 - Se faz mal a saúde pública deve desincentivar e não incentivar .E mais uma vez eu volto a dizer que não é algo que vai afetar somente o individuo que a consome . Vai afetar todo mundo que não consome .


18 - O governo teria que investir pesado na saúde publica , e nós somos quase 200 milhões de habitantes , imagina se agente chega a ter 5 milhões de viciados . E sem contar que a maconha poderia ser consumida por adolescentes . O SUS não aguenta nem a cracolândia em S.P e RJ , imagina o pais inteiro . Quantas famílias seriam desgraçadas com essa droga .

Anônimo disse...

4 parte


18 - O governo teria que investir pesado na saúde publica , e nós somos quase 200 milhões de habitantes , imagina se agente chega a ter 5 milhões de viciados . E sem contar que a maconha poderia ser consumida por adolescentes . O SUS não aguenta nem a cracolândia em S.P e RJ , imagina o pais inteiro . Quantas famílias seriam desgraçadas com essa droga .

19 - o governo gasta quase 400 milhões de reais por ano com doenças relacionadas ao cigarro . E 37 milhões com doenças relacionadas a fumantes passivos ( que não fumam mas convivem com quem fuma ) Quase 90 milhões com o álcool . O governo está conseguindo vencer a guerra contra essas drogas . Na década de 60-70 quase todos os brasileiros fumavam ( mais de 100 milhões ) , hoje o número de fumantes é de aproximadamente 20 milhões e continua caindo . Legalizar a maconha é ridículo por isso , logo quando o número de usuários aumentar o governo vai ter que fazer medidas de prevensão e gastar muito mais dinheiro . Então por que a maconha deveria ser legalizada .

20 - No estado do Ceara por exemplo 30-40 % da maconha circulante está batizada com crak , imagina isso a nível nacional . (Pra ver que coisa engraçada , enquanto o governo está diminuindo o número de fumantes , tem gente que quer regulamentar maconha , é mole ? Ninguém mistura crak no cigarro ou na garrafa de 51 .)

21 - álcool e cigarro , se essa dupla já causa grandes transtornos a sociedade porque deveríamos ter um trio ?

22 - A questão social envolve todos esses temas , incentivo , má qualidade de vida , má qualidade na educação , diferenças sociais , em fim , tem que analisar o que a maconha trás de bom e o que trás de ruim para a sociedade .

Anônimo disse...

23 - Os pró-maconha sempre comparam países de primeiro mundo com o Brasil .Por exemplo a Holanda
:1- A Holanda tem 16 milhões de habitantes – o Brasil quase 200 milhões
2 – A Holanda é um pequeno pais.Quantas Holandas caberiam dentro do territorio brasileiro ?
3 -A Holanda é um pais de primeiro mundo,não existe analfabetismo ou fome na Holanda..
4 – No Brasil ( infelizmente) existem 16 milhões de analfabetos10 % da população , dos que são alfabetizados, 75 % são analfabetos funcionais. ( quase ninguém no pais consegue ler um texto e entende-lo se contar esses dois grupos já dá 85 % da população do pais).
20 milhões de brasileiros vivem na extrema miséria
85 % dos brasileiros vivem abaixo da linha da pobreza
75 % da população brasileira não tem casa própria
68 milhões de brasileiros passam fome regularmente

Não dá para comparar um com outro , dá ?

24 - Os pró - maconha sempre tem uma desculpa para tentar legalizar a droga .Dizem " se existe álcool e cigarro a maconha também deve ser legalizada " .Mas o consumo dessas drogas ( que também fazem mal a saúde) é tratada de forma diferente justamente por que uma parcela muito grande da população as consome . Já a maconha quase ninguém consome . E e muito imbecil legalizar maconha , lotar o pais com usuários da droga , depois fazer medidas de prevensão como a do cigarro .
* 52 % da população consome bebida alcoólica .
* 33 milhões (28%) da população adulta apresentam um padrão de consumo excessivo de álcool.
* 17,7 dos Brasileiros fumam , 24,6 milhões de pessoas .
* usuários de maconha são pouco mais de 2 % da população .
O governo tem vários programas para acabar com o tabagismo e o alcoolismo . Antigamente fumar cigarro era sinônimo de status , elegância hoje não é . E pouco a pouco o governo vai acabando com o consumo de cigarro .
Já a maconha é proibida justamente por que quase ninguém usa. E não faz sentido o governo liberar a droga para mais tarde ter que fazer programas de prevenção para diminuir o número de usuários. Não enxergar isso é ser cego para a realidade .( ou tem que estar muito alucinado )

25 - Usuários de maconha sustentam o PCC e comando vermelho , traficantes , armas ilegais , assassínatos , sequestros . ( e não adianta dizer que se regulamentar a maconha o tráfico acaba , como já tinha dito os tráficantes podem oferecer maconha mais barata para a população mais pobre , e outras drogas como crak , cocaína , LSD vão continuar existindo ) .Sustentam o crime organizado , e estão reclamando do que ?. Eles sustentam bandidos e muito sofrimento em muitos lares , procuram um lugar para fumar e ? ? ? ? FUMAM .
A maconha já está legalizada para eles , o que mais eles querem , fumar dentro de ônibus, metrô , escolas , hospitais . Querem bolsa maconha do governo ? Estão reclamando do que a final de contas ? Aos macoinhas vão fumar fezes de cavalo e lamber sabão pra ver se é bom . E parem de encher o saco do governo e da polícia que eles tem mais o que fazer .
Direto eu debato com macoinhas . E eles nunca ganham por causa de tudo isso he he he . Não tem o que eles refutar . É verdade .
Abraços .

yury disse...

https://www.facebook.com/naoamaconha


divulguem aí pros inteligentes...gostei do blog...

NÃO A MACONHA!